[TUTORIAL] Primeiros Contatos com Terráqueos

Olá, tudo bem com você?

Este artigo informativo não se destina a terráqueos, embora seja útil a quaisquer destes aprender algo a mais. Quando falamos de nós, terráqueos, cabe dizer que nunca aprendemos o suficiente. Porém, como terráqueos andam sofrendo física e psicologicamente por contatos com alienígenas, decidi dar, a estes últimos, dicas sobre como empreender os contatos preliminares (não sexuais) com terráqueos.

Se você, por alguma razão, acha que é um alienígena ou tem certeza disso, leia com atenção este tutorial. Seguem dicas simples, porém eficazes, para tratarem decentemente nossos congêneres terráqueos.

Boas Maneiras

Se você for um bom alienígena (do tipo “paz e amor” e que adora chá de cogumelo), evite:

  • Ficar piscando aquelas luzes multicoloridas, que incomodam o sono de aposentados e podem ser entendidas como sinal de militância político-ideológica (a saber, LGBT).
  • Fazer manobras bruscas com seus OVNI’s perto de aeronaves comerciais, colocando em pânico tripulação e passageiros.
  • Andar sobre quatro patas (se você for um insectoide) ou assustar cães de guarda (pintchers não fazem guarda).
  • Mutilar vacas e deixar seus restos mortais espalhados pelo pasto. O ecossistema agradece.
  • Interferir em nossos equipamentos eletrônicos, causar blecautes ou telefonar para pessoas em horários impróprios, sem emitir um ruído sequer.
  • Ficar chamando a atenção de terráqueos com aquele som sibilante, comum a nós pela herança réptil (shhhhh, hey, pssssssiu, ssssssiu). Se isso irrita entre nós, imagine se vindo de alienígenas! Aprenda o nome de cada terráqueo e chame-o no idioma dele.

Relações estratégicas

Se você for um alienígena do tipo Gray ou Reptiliano, seria interessante que soubesse que não precisamos de mais influências ruins sobre nossos políticos. Ademais, seus líderes deveriam saber que criança que brinca à noite com fogo, acaba mijando na cama. Assim, não ceda tecnologias muito avançadas aos nossos militares, tais como robótica militar, armas de destruição em massa ou de transposição do hiperespaço (ou seja, viagem no tempo).

Não conspire contra um terráqueo (ou sua prole). Ele pode ser burro durante milênios, mas demora poucos segundos para arrancar o coração de um ser que ameace sua prole. O pau que bate em Chico poderá quebrar o seu bico.

Ilustração de um reptiliano vampirizando (ou obsediando) uma mulher terráquea durante o sono, no plano Astral.

Relações pessoais

Se você tratar o terráqueo como animal selvagem, ele te tratará como presa.

Se você agir como explorador, ele te verá como invasor.

Se você quiser o sangue dele, ele beberá o seu com chantilly.

Se você buscar dominá-lo, aqui vai um conselho: continue tentando fazê-lo sem que ele perceba, pois, senão, ele resistirá a você por puro orgulho.

Se você obsediar a mulher dele em sonho (ataque astral); se quiser os fluídos astrais dela; se quiser transformá-lo em repasto furtivo, como um vampiro faria, saiba que você pode ser poderoso, feio, grande, forte, mas a você ainda falta muito para ter o sangue real de um humano (aqueles que sabem, entenderão).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s